welcome1.gif

Oi! Sou a Bete Neto, professora do município de São Léo a quase 30 anos. Já estaria aposentada se não tivesse parado 7 anos, quando fui morar em Curitiba PR, acompanhar meu marido, na época com dois filhos pequenos de 1 e 5 anos. Tinha deixado 12 anos de magistério, aos quais foram vividos na E.M.E.F.Castro Alves,pensando ter cumprido o meu dever e ter me afastado para sempre. Voltamos para a "terrinha" em final de 1990 e para meu espanto em março de 91 estava eu novamente atuando naquilo que mais gosto lecionando. Comecei novamente contratada e no ano seguinte sem deixar de lecionar, fiz concurso, fui chamada em 93, onde continuo atuando até hoje na mesma escola, a qual é meu 2º lar: E.M.E.F.BARÃO DO RIO BRANCO.Sou realizadíssima na minha profissão.
Deus sempre foi muito generoso comigo porque: se não tivesse dado esta pausa de 7 anos na minha carreira, de ter acompanhado meu maridão e o crescimento dos meus filhos, já estaria aposentada, e consequentemente não estaria realizando este grande sonho quase adormecido que é a "MINHA FACULDADE".
Atuei em quase todos os setores da escola, mas adoro sala de aula. Este ano tenho 3ª série(maravilhosa diga-se de passagem) no turno da manhã, e 1ª série à tarde, na qual descobri que também sou uma alfabetizadora. Foi mais um desafio na minha vida e carreira, pois estou debutando na série, depois de tantos anos. Assumi a turma em julho, uma turma problemática e indisciplinada com algumas "inclusões". Alunos que mal identificavam o alfabeto e hoje fazem interpretação e produções de textos consideraveis. Realizam histórias matemáticas envolvendo a adição e a subtração.
Então ser professor é estar sempre evoluindo, não importa o tempo e com isto digo, pode ser até no final de carreira, mas sempre buscando o aperfeiçoamento de uma forma ou de outra, como por exemplo, este novo desafio que estamos iniciando na busca de nossa formação, e certamente interagindo com nossos colegas, trocando saberes vamos nos orientando e ensinando e aprendendo cada instante do nosso cotidiano na vivência particular das nossas salas de aula, incluindo nossos alunos, pois estamos a todo momento trocando nossos saberes professor x aluno e vice-versa.


cat_sleeping.gif