PROFESSORA SUZANA!
DEPOIS DE VÁRIOS DIAS DE TENTATIVAS CONSEGUI CHEGAR ATÉ AQUI E QUAL O MEU SENTIMENTO: DE BURRICE TOTAL.. MAS COMO UMA BOA NEGRA QUE SOU NÃO DESISTO POSSO ATÉ LEVAR CHIBATADAS MAS LEVANTO E VOU ENFRENTE. TENTEI CONTATO COM VÁRIAS PESSOAS TUTORAS,COLEGAS E NO POLO.PARA CHEGAR ATÉ AQUI. TENHO A CERTEZA QUE NADA APRENDI. NÃO ACREDITO QUE APRENDIZAGEM RIME COM SOFRIMENTO.AGRADEÇO A TODAS AS PESSOAS QUE ME AJUDARAM NO POLO.

Oi Márcia

Aprendizagem realmente não rima com sofrimento, mas pode, como tudo na vida, ter sua cota de angústia e de frustração. A aprendizagem é processo e não um fim em si mesma e, neste processo, cada dor, cada prazer, cada obstáculo, cada caminho que se abre dá corpo e vida para o que vamos construindo.
Se foi difícil chegar aqui, valeu o esforço e a perseverança. Continuar trocando experiências com os colegas, socializando as leituras, brincando um pouco, discutir sobre Paulo Freire, desejar um Feliz Natal, são caminhos que ainda podes percorrer. O que é importante nisso tudo é reconhecer que todas estas coisas conspiram para que sejamos mais.

Um grande abraço, Suzana

em tempo: tudo que é novo pode gerar este sentimento de burrice total. Eu senti o mesmo ontem quando tentei (e como!) fazer um arranjo de Natal. Senti, também, quando no início deste ano topei (não sem um certo pavor) treinar uma equipe de basquete, sem nunca ter jogado. Daqui mais um semestre, a tecnologia vai ser tua companheira, pode acreditar nisso :)