Meu nome é Magali Regina Borne, tenho uma longa caminhada de vida, mas não tão longa de exercício da função de professora e educadora, isto traduzido, tenho 56 anos de idade e 14 anos trabalho dedicado a educação. Sou separada tenho 3 filhos, 1 menina com 38 anos, também professora, 1 menina com 34 anos, que trabalha no comércio, e o caçula, que veio depois de 15 anos, hoje ele está com 21 anos, trabalha na área da informática, graças a Deus, pois está me dando umas dicas para os meus trabalhos, apesar de que Santo de casa não faz milagre. esta é a minha vida pessoal, mas a vida profissional é gratificante e desafiadora. mas existe um fato, antigo por sinal, que quase todos os dias eu me lembro, quando se fala em Paulo Freire, a uns bons 38 anos atrás quando eu cursava o Curso Normal no Colégio Cruzeiro do SuL em Porto Alegre, nós começavamos a estudar Paulo Freire, não muito como revolução na pensamento educativo mas como método de ensino, e eu e o meu grupo fizemos um trabalho muito interessante e ganhamos o direito de divulgá-lo em outra cidade, mais precisamente Camaquã, e lá fomos nós com todo o nosso material darmos aulas para uma turma do Curso Normal daquela cidade, foi um sucesso, éramos vistas como pessoas inteligentíssimas e isto ficou gravada na minha mente e seguidamente eu lembro como foi importante para nós este trabalho, e quero continuar a minha história fazendo coisas que possam mostrar a mim mesmo a aos que me cercam que eu posso, eu consigo, eu tenho força e coragem de seguir em frente e que não existe limites para o conhecimento, para o crescimento e a cultura.